Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

CAMPO MAIOR: GNR identifica homem por furto

A Guarda Nacional Republicana (GNR) anunciou ter identificado um homem, de 21 anos, e recuperado diversos bens alimentares furtados de um estabelecimento comercial em Campo Maior, no valor de 800 euros.

O Comando Territorial de Portalegre da GNR explica, em comunicado, que a operação surgiu na sequência de diligências realizadas devido a um furto de bens alimentares num quiosque.

O suspeito foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de Termo de Identidade e Residência (TIR).

Incêndio na zona de Badajoz que mobilizou meios portugueses

O incêndio rural de grandes dimensões que lavrou este sábado na zona de Badajoz (Espanha) e que mobilizou meios portugueses, foi considerado extinto cerca das 15.00 horas, disse fonte da Proteção Civil.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre indicou que os meios portugueses estiveram envolvidos no combate às chamas, não tendo o fogo chegado a território português.

Segundo a mesma fonte, quatro veículos e 18 operacionais dos bombeiros voluntários de Elvas e Arronches, seguiram para Espanha para combater o fogo e evitar a sua propagação para Portugal, na zona de Elvas, no distrito de Portalegre.

Para a zona do Caia, no concelho de Elvas, de acordo com o CDOS, foram mobilizados para reforço, 10 operacionais, apoiados por duas viaturas das corporações de Borba e Monforte.

Prémio Reguengos de Monsaraz Investigação em Arquitectura permeia alunos da Universidade de Évora

 
O Município de Reguengos de Monsaraz vai atribuir anualmente o Prémio Reguengos de Monsaraz Investigação em Arquitectura, destinado aos alunos finalistas do Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade de Évora. O protocolo entre a autarquia e a universidade foi assinado no dia 8 de Junho no Salão Nobre da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e tem a duração de quatro anos, renovando-se por igual período se não for denunciado.

O prémio destina-se ao melhor trabalho de dissertação do mestrado em arquitectura que tenha como objecto de estudo, prático ou teórico, temáticas de investigação relacionadas com o território do Alentejo e/ou do Mediterrâneo. O vencedor vai receber uma bolsa de viagem e a publicação da dissertação no valor máximo de dois mil euros. A viagem terá de ser feita no âmbito de um workshop de arquitectura para valorizar o aluno finalista.

O estudante elaborará depois uma exposição a apresentar na Casa da Universidade de Évora em Monsaraz e no Departamento de Arquitectura da Universidade de Évora sobre o resultado da viagem e sobre a dissertação. A exposição terá obrigatoriamente de conter um vídeo sobre o trabalho realizado.

O concurso vai ser desenvolvido em colaboração com a Escola de Artes e o Departamento de Arquitectura da Universidade de Évora. Com o Prémio Reguengos de Monsaraz Investigação em Arquitectura pretende-se manter vivo o património material e imaterial do Alentejo e a sua relação histórica e arquitectónica com territórios do Mediterrâneo.
Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´