Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

IPP pode despedir funcionários por causa do corte no orçamento para 2012

O Instituto Politécnico de Portalegre (IPP) pode ser obrigado a despedir funcionários por causa do corte de 8,5 por cento no orçamento para o Ensino Superior em 2012.

O presidente do IPP, Joaquim Mourato, admitiu que "já não é possível emagrecer mais a despesa, sem cortar nos funcionários", e alertou que o corte no orçamento põe também em causa o apoio social aos alunos.

De acordo com Joaquim Mourato, "o IPP está a trabalhar com metade dos recursos para produzir mais, e atingiu o ponto de rutura".

O Ministério da Educação e Ciência informou na passada sexta feira que as instituições de ensino superior público terão de gastar menos 8,5 por cento em 2012.

Em termos gerais, o corte ronda os 95 milhões de euros.A maior fatia vai para as universidades que, no geral, deixarão de contar com menos 66 milhões em apenas 365 dias.

O restante (29 milhões) pertence ao subsistema politécnico.

AVIS: Antigo quartel dos bombeiros vai acolher Centro Interpretativo

O antigo quartel dos bombeiros de Avis está a ser transformado num Centro Interpretativo da Ordem de Avis (CIOA), num investimento superior a um milhão de euros, revelou hoje à agência Lusa fonte do município local.

De acordo com a mesma fonte, o espaço deverá ser inaugurado em 2012 e tem como objectivo transformar-se num local de investigação, debate e pesquisa sobre a Ordem de Avis.

O município, entidade promotora do projecto, além de querer cativar o público em geral para frequentar o espaço, pretende ainda criar as condições necessárias para atrair visitantes mais "especializados".

Nesse sentido, a autarquia pretende dotar o CIAO de vários elementos que permitem a esse tipo de público aprofundar o estudo do património histórico e artístico afecto à Ordem de Avis e a outras ordens militares.

Este projecto, que está a ser desenvolvido no centro da vila de Avis, conta com financiamento comunitários, através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

Entretanto, o município de Avis celebrou um protocolo de colaboração com a Direcção-Geral de Arquivos, com o objectivo de salvaguardar, promover, valorizar e divulgar o património material e imaterial relativo à Ordem de Avis e ao Convento de S. Bento de Avis.

Neste âmbito, a Direcção-Geral de Arquivos vai disponibilizar ao município o acesso à documentação, em formato digital, referente à Ordem de Avis e ao Convento de Avis, que integra o acervo do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, bem como do Arquivo Distrital de Portalegre.

Em contrapartida, a Câmara Municipal de Avis, através do CIOA, vai proceder à descrição e disponibilização da referida documentação.

Além do espólio documental que vai acolher através do protocolo, o CIOA espera também mostrar ao público a documentação que integra o acervo da Biblioteca Nacional e da Câmara Municipal e Santa Casa da Misericórdia de Avis.

A autarquia alentejana espera ainda estabelecer parcerias com outras entidades no sentido de alargar o seu espólio documental e, desta forma, oferecer aos visitantes do CIOA mais bases de estudo e de conhecimento.

DESEMPREGO: Alentejo com 2ª maior descida e 3ª taxa mais baixa do país

O Alentejo registou no segundo trimestre do ano a 3ª taxa de desemprego mais baixa do país com 11,8 por cento, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) hoje revelados. Uma descida de 0,7% face ao trimestre anterior.

Com taxas de desemprego mais baixas estão a zona Centro e a Região Autónoma dos Açores. As mais altas verificam-se no Algarve, em Lisboa e na Madeira.

A taxa de desemprego em Portugal desceu 0,3 pontos percentuais no segundo trimestre de 2011 situando-se nos 12,1 por cento, o que significa que 675 mil portugueses estão sem emprego, segundo o Instituto Nacional de Estatística.
 
Os maiores decréscimos ocorreram no Algarve, no Alentejo e na Região Autónoma da Madeira.
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´