Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Inauguração da Casa da História Judaica de Elvas decorreu este sábado

Avaliação: / 0
FracoBom 
 
A inauguração da Casa da História Judaica de Elvas aconteceu na tarde deste sábado, dia 2 de Setembro, com mais de uma centena de pessoas a marcar presença neste ato, incluindo representantes da comunidade judaica.

O espaço, localizado no antigo Açougue Municipal, na Rua dos Açougues, em plena Judiaria Velha, foi recuperado, tendo sido ainda pintado e dotado de condições para ser visitado, sendo que esta foi apenas a primeira fase da implementação deste projecto, já que a Casa da História Judaica de Elvas vê agora ser iniciado o projecto de musealização e, posteriormente, vão ser recuperados os frescos ali existentes e que se encontravam cobertos por pinturas.

O historiador Rui Jesuíno explicou alguns pormenores e características deste espaço, que poderá ser a maior sinagoga medieval de Portugal, contudo pelo facto de não ter sido encontrada uma pedra da fundação, que a identifique claramente como sinagoga, ela só pode ser apresentada como "possível sinagoga" de Elvas.

Já o presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, sublinhou que "com esta recuperação de um edifício histórico, voltamos a dar dignidade a este espaço e permitimos que este espaço que chegou a ser armazém, depósito e o local onde eram colocados os carros do lixo, possa estar aberto ao público e comprove, mais uma vez, a riqueza do nosso património arquitectónico".

Neste espaço,  inserido projecto "Rotas de Sefarad", o público vai poder visitar uma sinagoga e vários núcleos expositivos sobre as histórias da comunidade judaica em Elvas, num investimento que pretendia recriar o espaço de uma Sinagoga, onde já existiu uma, e dar a conhecer como vivia a comunidade Judaica as funções que desempenhavam e o contributo dado à cidade.

Na cidade Património Mundial chegaram a viver mais de mil judeus, antes de serem expulsos pelo aparecimento da Inquisição, que perseguiu e condenou aqueles que considerava hereges ou seguidores de outras religiões que não a católica, e este pretende ser um contributo para a compreensão da história desta comunidade.

Nesta primeira fase a visita ao espaço será por marcação prévia, bastando, para tal, aos interessados pedir na Câmara Municipal ou no Posto de Turismo.

Comentar

Os comentários deste site são da exclusiva responsabilidade dos seus autores, ficando registado na nossa base de dados o número de IP.
O portal "ELVAS.com.pt" reserva-se ao direito de não publicar os comentários enviados.


Código de segurança
Actualizar

Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´