Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt

23º Torneio da Malha do Concelho de Elvas arranca este sábado

O 23º Torneio da Malha do Concelho de Elvas "João Brioso" tem início este sábado, dia 17 de Fevereiro, com a primeira jornada a decorrer no recinto junto ao Pavilhão Multiusos de São Vicente e Ventosa, a partir das 14.30 horas

A iniciativa é uma organização da Câmara Municipal de Elvas em colaboração com as Juntas de Freguesia do Concelho e Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA).

A prova, que todos os anos conta com mais de uma centena de participantes realiza-se aos sábados, e conta com participantes de quatro escalões: seniores e veteranos masculinos, senhoras e sub-13, estando a grande final agendada para o dia 25 de Abril.

CAMPO MAIOR: PJ detém três pessoas por contrafacção de moeda

A Polícia Judiciária (PJ), através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, deteve dois homens e uma mulher, em Campo Maior, com idades compreendidas entre os 21 e os 55 anos, que se dedicavam à contrafacção de moeda.

No decurso desta investigação, que se iniciou há cerca de seis meses, apurou-se que este grupo terá sido responsável pela contrafacção de milhares de notas, maioritariamente de € 20 e € 50, tendo a respectiva passagem incidido especialmente em Portugal e Espanha. No entanto foram detectadas notas correspondentes a esta contrafacção em mais 8 países europeus: Alemanha, França, Itália, Áustria, Bélgica, Estónia, Holanda e Suíça.

No âmbito desta operação foram realizadas 9 buscas, domiciliárias e não domiciliárias, tendo sido apreendidas 1131 notas de € 20, 401 notas de € 50, 49 notas de € 500, perfazendo um total de € 67.170, bem como 14 notas de 10.000 francos da República Centro-Africana.

Foram ainda apreendidas guilhotinas, cunhos e respectiva prensa, rolos de fita holográfica, computador e impressoras, além de consumíveis diversos e ficheiros informáticos, relacionados com esta actividade ilícita.

Esta operação integrou investigadores da Dirección General de la Policia.

Exposição de escultura de Carlos Ramos patente até 8 de Abril em Monsaraz

"Outros caminhos, a mesma viagem" é o título da exposição de escultura que Carlos Ramos vai apresentar entre 17 de Fevereiro e 8 de Abril na vila medieval de Monsaraz. Esta mostra organizada pelo Município de Reguengos de Monsaraz integra o ciclo de exposições Monsaraz Museu Aberto e pode ser apreciada diariamente entre as 9.30 e as 13.00 horas e das 14.00 às 17.30 horas na Igreja de Santiago – Galeria de Arte.

Carlos Ramos nasceu em Lisboa e tem uma vasta obra em áreas como o design gráfico, ex-líbris e medalhística. O autor revela ser um artista "ousado pelo carácter organicista que imprimo às minhas obras, pela conjugação de materiais e pela experimentação de um médium com a natureza", referindo que "dispenso esquissos e projectos em papel, e como que num impulso repentino, prefiro passar directamente para a matéria, deixando a obra fluir e crescer na sua escala e contornos".

Nesta exposição, Carlos Ramos considera que "as suas peças se traduzem em formas orgânicas, depuradas, numa linguagem própria e madura. Podemos encontrar letras em algumas das minhas obras, versos que complementam a poesia da peça. Independentemente do material com que trabalho, desenvolvo um jogo espacial que ajuda a consolidar a atmosfera da peça, criando espaços vazios no seu interior que vivificam a densidade e o peso da obra".

A primeira exposição de escultura do artista foi em 1996 na Galeria de Arte do Casino Estoril, tendo desde esse ano participado em 62 mostras colectivas e 36 individuais em Portugal e quatro individuais e duas colectivas em Espanha, nomeadamente em Salamanca, Olivença e Marbella. Carlos Ramos está representado em várias colecções privadas e públicas em Portugal, Inglaterra, Brasil, Espanha, Holanda e Angola.

O autor realizou ainda trabalhos como a placa alusiva ao Regicídio e o Memorial às Vitimas da Intolerância, ambos em Lisboa, a escultura em espaço público "Tempo de Sonhar", em Santarém, e uma escultura de grande formato intitulada "Terra", em Luanda (Angola). Carlos Ramos colaborou também com a Companhia Nacional de Bailado na pintura do pano de boca de cena, pintura do guarda roupa, e recuperação de adereços e joalharia para o bailado "Sagração da Primavera", de Igor Stravinsky.

No ano passado, as exposições na Igreja de Santiago – Galeria de Arte foram visitadas por cerca de 16 mil pessoas, um acréscimo de 5,9 por cento comparativamente com o ano anterior. Em 2017, a vila medieval recebeu 174 mil visitas nos museus, igrejas, exposições e postos de turismo, mais 12,4 por cento que em 2016, destacando-se como o melhor ano desde que há registos. Este número de visitas estima-se que corresponderá a 92 mil turistas e visitantes e que 52 por cento do total foram portugueses.

ELVAS: Exposição de trabalhos de pintura e bordados de utentes da APPACDM na Casa da Cultura

Dezenas de trabalhos de pintura e bordados realizados pelos utentes da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Elvas estão patentes ao público no âmbito da exposição "APPACDM Ocupação e Arte", na Casa da Cultura de Elvas.

A inauguração da mostra aconteceu na tarde desta sexta-feira, dia 16 de Fevereiro, com a presença dos utentes e da direcção da instituição, do vereador Tiago Afonso da Câmara Municipal de Elvas e de convidados, tendo o vereador Tiago Afonso referido a importância deste tipo de eventos para dar a "conhecer um pouco do trabalho que se faz nesta instituição elvense" que ocupa, diariamente, dezenas de utentes.

A exposição apresenta trabalhos dos utentes desta instituição, vai estar em destaque até 9 de marco, e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10.00 às 17.00 horas e aos sábados das 10.00 às 13.00 horas.

Uma iniciativa que tem como objectivo mostrar o trabalho desenvolvido pela APPACDM e dos seus utentes, numa organização da Câmara Municipal de Elvas.

MORA: Fluviário com aquário de peixes-disco

Um conjunto de oito peixes-disco, espécie originária da Bacia do Amazonas, na América do Sul, é a mais recente atracção do Fluviário de Mora, divulgou hoje a instituição.

Segundo o Fluviário, foi transformado um aquário para acolher os novos "habitantes", no meio decorado pelo arquitecto Nuno Lecoq, "com rochas flutuantes inspiradas no ‘Avatar’".

Os peixes-disco (Symphysodon spp.) são pequenos ciclídeos de água doce – não ultrapassam os 20 centímetros -, cujas espécies vivem em zonas mais profundas dos rios, normalmente com fundos irregulares, rochosos ou com raízes de vegetação arborícola, explica o fluviário, acrescentando que podem viver entre oito a 15 anos.
Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´