Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária

Vencedor do Archi’Nature 2022 propõe paisagem cénica de árvores dentro de jangadas e barcos no Lago Alqueva


 
O vencedor do concurso Archi'Nature 2022 foi Ivo Andrade com o projeto "Itinerários pelo entendimento do que nos rodeia". Este projeto pretende sensibilizar para a importância e contribuição da árvore no equilíbrio dos ecossistemas, através da criação de uma paisagem cénica de árvores dentro de jangadas e barcos junto às margens do Lago Alqueva. As jovens árvores de espécies autóctones e adaptadas ao clima da região permanecerão nas jangadas e barcos presos com cordas às margens do lago até ao outono do próximo ano, altura em que serão plantadas no local definitivo, juntamente com uma placa informativa sobre o projeto destacando a sua importância no ecossistema.

O concurso Archi'Nature 2022, organizado pelo Município de Reguengos de Monsaraz, foi subordinado ao tema "Perto da Minha Árvore – Diálogos entre espaços humanos e biodiversidade" e teve quatro candidatos. O projeto de Ivo Andrade obteve a melhor avaliação do júri, composto pelos parceiros do Festival Archi’Nature, por um representante da autarquia e outro de uma associação local, sendo premiado com 1.500 euros para cobrir custos associados à participação e realização da obra.

Ivo Andrade é um artista que realiza exposições desde 2006 e incorpora no seu trabalho o uso de diferentes disciplinas e materiais, desde fotografia, desenho, pintura, vídeo, instalação e projetos site-specific, trabalhando temas como os dispositivos de mediação do real, vacuidade e condição humana, mas também questões ligadas aos ecossistemas e modos de vida sincronizados com a natureza e os seus ciclos.

O artista refere que neste projeto que venceu o concurso Archi'Nature 2022, "para além da sensibilização da importância das árvores através da criação desse cenário fora do comum e estranho, essas árvores serão posteriormente plantadas em diferentes pontos das margens do Alqueva, devidamente identificadas, desempenhando o seu papel no ecossistema e contribuindo para este de uma forma impercetível aos nossos olhos. É assim a realização de uma viagem (em duplo sentido) que se propõe: uma viagem das árvores até ao seu local de plantação definitivo e uma viagem das nossas consciências rumo a uma maior perceção sobre a preservação do meio ambiente, através destas árvores que passaremos a chamar nossas".

A construção da instalação artística no local decorre até 31 de janeiro de 2023 e a inauguração acontecerá numa data a definir no período de 1 a 15 de fevereiro de 2023. O concurso Archi'Nature 2022 é cofinanciado pelo Programa Erasmus + da União Europeia e visa valorizar o território e os seus recursos naturais e paisagísticos através da arte, promover a utilização de materiais ecológicos na criação de obras de arte e reconhecer e premiar a criatividade.

VINHOS: Adega Mayor apresenta duas novas monocastas


 
No ano em que celebra 15 anos de existência, a Adega Mayor continua a inovar. Desta vez, na expansão da sua gama de vinhos monocasta, com o lançamento do Adega Mayor Merlot e do Adega Mayor Moscatel Galego Roxo, duas castas de origens diferentes (França e Península de Setúbal) que chegam agora ao mercado através da expressão do terroir Alentejano.

E porque há melodias que, à semelhança de alguns instrumentos musicais, merecem ser ouvidas (e provadas) a solo, Merlot e Moscatel Roxo, são representados por dois instrumentos musicais que compõem a orquestra Mayor.

O Adega Mayor Merlot 2020 é um vinho tinto de traça alentejana, cuja casta se encontra no Monte da Pina, perto da barragem do Caia. Delicado, versátil e de cor ruby, é aromaticamente fresco e perfumado, com notas de erva fresca, flores e especiaria. Características que envolvem elegantemente a fruta vermelha madura, ameixas e framboesas em compota. No palato, é de textura delicada com taninos finos, acidez refrescante e um final pleno de sabor, longo e persistente.
Proveniente de uma seleção criteriosa, este tinto fermentou com temperatura controlada em balseiro de carvalho francês. Após o engarrafamento, descansou em garrafa até ao momento.
Revela-se uma excelente companhia para harmonizar com pratos italianos, cogumelos salteados, pratos braseados de carne de aves e pratos com especiarias demarcadas.

O Adega Mayor Moscatel Galego Roxo 2021 é um vinho “alentejano” de cor amarela-esverdeada de aspeto límpido e brilhante. Num primeiro impacto, mantém a identidade da casta  - proveniente da Península de Setúbal - mas deixa, aos poucos, desvendar as características adquiridas pelo contacto com os solos da Herdade das Argamassas. Sugere um floral perfumado, notas delicadas de rosa envoltas num fundo adocicado de lichia e uva fresca. A boca mantém o discurso do nariz, revelando um sabor intenso, frescura e muito boa acidez. À mesa, acompanha na perfeição com pratos exóticos, como sushi ou de cozinha de fusão
.
"É com um grande orgulho que celebramos 15 anos de um caminho orientado por valores de qualidade, inovação e proximidade. Estes dois novos vinhos Monocasta exaltam a nossa curiosidade por trabalhar castas nacionais e internacionais, com as particularidades do terroir de um Alentejo mayor" sublinha Rita Nabeiro, CEO da Adega Mayor.

CAMPO MAIOR: GNR detém dois indivíduos de 27 e 41 anos de idade


 
A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve no passado dia 8 de novembro, em Campo Maior, um homem de 41 anos por furto e apreendeu mais de 1200 quilos de azeitona.

Segundo fonte da GNR, no seguimento de uma denúncia a dar conta de um alegado furto de azeitona num olival, os militares levaram a cabo diligências policiais que permitiram localizar e identificar o autor do furto e apreender os 1292 quilos de azeitona furtada. No decorrer da ação foi ainda apreendida a viatura onde estavam os vários sacos com a azeitona furtada.

No seguimento da ação foi também detido um homem de 27 anos e apreendidas 162 doses de haxixe.
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´